quinta-feira, 26 de junho de 2008

Magalhães de Almeida: Trabalhador é ameaçado


O trabalhador rural Lourival Brandão está recebendo ameaças de morte por telefone. Nas ligações que recebe, um homem diz que irá matá-lo se ele não for embora do localDesde o último domingo o trabalhador rural Lourival Brandão está recebendo ameaças de morte por telefone. Nas ligações que recebe, um homem diz que irá matá-lo se ele não for embora do local. Lourival e cerca de aproximadamente cem famílias moram nas proximidades da Fazenda Bebedouro de São Pedro em Magalhães de Almeida, distante 415 km de São Luís.Na madrugada do último sábado, houve um incêndio na casa do presidente da associação de moradores da região, conhecido como Zevandro. Os trabalhadores acreditam que o incêndio teria sido provocado pela mesma pessoa que faz as ameaças pelo telefone. Acuados, os trabalhadores registraram ocorrência sobre os telefonemas e o incêndio.“Nós acreditamos que seja o fazendeiro Neutinho. Na terça-feira eu registrei uma ocorrência. Eu recebi um telefonema dizendo que eu tinha 3 dias pra sair ou levaria um tiro na testa”, conta o trabalhador Lourival. Os moradores pediram ajuda para a ONG Cáritas Brasileira Regional Maranhão, que encaminhou cartas para a superintendência regional do Incra, para a Secretaria de Segurança e Secretaria Especial de Direitos Humanos.Na delegacia de Magalhães de Almeida, O IMPARCIAL ONLINE foi informado que já existe um registro contra o fazendeiro Neuto de Brito Soares Filho, que reside em Teresina no Piauí. Um termo circunstaciado de ocorrência (TCO), teria sido encaminhado para o Tribunal de Justiça da região.A Cáritas informou que o fazendeiro está reivindicado as terras dos moradores como sua devido a uma herança. O pedido teria sido feito na Justiça de Teresina no Piauí e não em uma comarca do Maranhão.

Nenhum comentário:

src="http://www.trabalheemcasaoverdadeiro.com.br/banners/b_468x60_01.gif" alt="Ganhe DINHEIRO trabalhando em casa!" width="468" height="60" border="0">